Compromisso para renovar a vida

Para as pessoas

Diminuir a pobreza

Nosso progresso

5,7 %

contexto

O Brasil possui 28 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza¹ e teve uma taxa de desemprego no ano passado de 12,6%². A erradicação da pobreza é um desafio crônico e essencial para o atingimento do desenvolvimento sustentável. Importante ressaltar que a pobreza tem várias dimensões: monetária, insegurança alimentar, falta de acesso a serviços básicos, baixa capacitação e segurança pessoal.

A Suzano entende que tem um importante papel a exercer não só no apoio ao desenvolvimento econômico, mas também na promoção de transformação social nos mais de 200 municípios em que está presente. É por isso que, em conjunto com organizações da sociedade civil e demais atores dessas localidades, criamos programas de geração de renda e buscamos influenciar processos e políticas públicas, fortalecendo negócios locais sustentáveis que fazem parte da cultura de cada região.

Utilizamos a referência global de pobreza monetária adotada pelo Banco Mundial e ratificada pelo IBGE, de US$ 5,50 por dia ou R$ 475 por mês de renda familiar per capita (2021). O cálculo utiliza o rendimento médio mensal, entendido como o rendimento total dos moradores do domicílio, provenientes do trabalho e outras fontes de geração de renda, dividido pelo número de moradores.

informações sobre o KPI da meta
escopo

Ampliar a abrangência³ dos nossos programas de geração de renda visando retirar pessoas da linha da pobreza⁴, levando em consideração os níveis de desenvolvimento econômico e transformação social alcançados nas regiões de atuação.

baseline
0 (jan/2020⁵).
ambição
Retirar 200 mil pessoas da linha de pobreza até 2030.
resultados em 2021

Mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia, conseguimos ampliar as ações de geração de trabalho, renda e atuação social, que contribuíram para retirar 9.007 pessoas da linha da pobreza e impactaram positivamente 21.075 pessoas. O número acumulado de pessoas retiradas da pobreza totaliza 11.292 pessoas desde 2020 e representa um avanço de 5,7 % em relação ao objetivo do compromisso. O fortalecimento das organizações sociais para viabilizar a comercialização dos produtos dos programa de geração de renda - assim como o apoio institucional da Suzano para viabilizar o recebimento de recursos pelas mesmas e o aumento da produtividade - são os principais fatores que alavancaram esse resultado.

Acompanhamento do kpi
Acompanhamento do KPI:20202021⁶
número total número total

Número de pessoas retiradas da linha de pobreza

2.285

11.292

O que faremos em 2022

Em 2022, seguiremos trabalhando para fortalecer o arranjo institucional e os nossos programas de geração de renda para continuar retirando pessoas da linha da pobreza. Objetivamos aumentar em 50% as pessoas beneficiadas pelos programas de geração de renda, articulando iniciativas conjuntas de interesse público junto a atores estratégicos dos nossos territórios de atuação. Para que isso aconteça, daremos continuidade aos programas sociais de agricultura familiar e regenerativa, apicultura, artesanato e extrativismo sustentável, e impulsionaremos o empreendedorismo coletivo e os negócios locais sustentáveis que sempre fizeram parte da cultura de cada região.

  1. FGV Social 2021.
  2. IBGE 2021
  3. Atualmente, nossos programas sociais beneficiam oito estados onde a Suzano atua: Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Tocantins, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Com esse compromisso, buscaremos ampliar a escala de atendimento e impacto para outros estados.
  4. Utilizamos a referência global de pobreza monetária adotada pelo Banco Mundial e ratificada pelo IBGE, de US$ 5,50 por dia ou R$ 475 por mês de renda familiar per capita (2021). O cálculo utiliza o rendimento médio mensal, entendido como o rendimento total dos moradores do domicílio, provenientes do trabalho e outras fontes, dividido pelo número de moradores. A unidade de identificação e análise é a pessoa, tal como definido na meta.
  5. Visando maior transparência e alinhamento de procedimentos, ajustamos o horizonte da meta para o período de 2020 a 2030. Isso não significa que a Suzano não tenha retirado pessoas da linha de pobreza anteriormente. Significa apenas que, para governança e efeito da meta, as remoções serão contabilizadas a partir de 2020 (ano de divulgação da meta), possibilitando uma avaliação e acompanhamento mais eficaz de seus resultados em termos de erradicação de pobreza, e tornando a meta mais ambiciosa.
  6. O valor do indicador é referente ao acumulado de 2020 e 2021
Este conteúdo foi útil?

Compartilhe este conteúdo: